Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2006

O INSACIÁVEL HOMEM-ARANHA

DE PEDRO JUAN GUTIÉRREZ:






"O Insaciável Homem-Aranha" é uma coletânea de dezenove histórias-curtas, criadas pelo genial escritor cubano Pedro Juan Gutiérrez, o mesmo autor do consagrado livro "Trilogia Suja de Havana". Pedro Juan é uma mistura de Plínio Marcos com Rubem Fonseca, na sua obra, pelo menos até onde li, há sempre uma Cuba com pequenos golpistas de plantão,homens que gostam, e muito, de brigar, mulheres que transbordam erotismo, maconha, rum, sexo e calor se misturam sobre sua narrativa. Tudo isso recheado de um linguajar chulo e sem glamour que pontua e deixa ainda mais crua sua narração.

Seguindo essa linha "O Insaciável Homem-Aranha" acompanha o autor em mais uma incursão sobre Havana, misturando sempre malandragem, brutalidade e candura, que faz dessa coletânea ter o poder de nos proporcionar uma leitura inquietante e que visivelmente relata uma Cuba miserável e abandonada. Nos contos estão lá a mesma Cuba que sofre das pressões americanas, qu…

EU, VOCÊ E TODOS NÓS

Internet, solidão e lirismo




O filme se passa no subúrbio de Los Angeles e acompanha a trajetória de Richard vivido por John Hawkes, um vendedor de sapatos recém separado, que se vê entre a convivência conturbada com seus filhos (após a separação), seu trabalho e uma paixão inusitada com Christine, vivida por Miranda July (uma espécie de artista performática) . O lugar não importa, muito menos uma trama principal. A feitura do filme se desenrola em tramas paralelas que fazem de "Eu, você e todos nós" um belo exemplo de filme "alternativo" do cinema americano atual.

Na estória de Miranda July (além de atuar, ela escreveu e dirigiu) as pessoas a princípio parecem estranhas, mas aos poucos vamos nos identificando com suas dúvidas e sentimentos. Tudo parece alheio, mas depois de passados os créditos é que deixamos cair a ficha e entendemos que "Eu você e todos nós" nos remete ao mundo atual (tão dito e citado) como pós-moderno. É um filme que toca em diversos …

OS BONS COMPANHEIROS DE MARTIN SCORSESE

OS BONS COMPANHEIROS (Goodfellas, 1990)
De Martin Scorsese





SINOPSE:

Garoto do Brooklyn, Nova York, que sempre sonhou ser gângster, começa sua "carreira" aos 11 anos e se torna protegido de um mafioso em ascensão. Sendo tratado como filho por mais de vinte anos, envolve-se através do tempo em golpes cada vez maiores. Neste período acaba se casando, mas tem uma amante, que visita regularmente. Não consegue ser um membro efetivo, pois seu pai era irlandês, mas no auge do prestígio se envolve com o tráfico de drogas e ganha muito dinheiro, além de participar de grandes roubos, mas seu destino estava traçado, pois estava na mira dos agentes federais1.


ANÁLISE DO FILME:

Baseado no bestseller de Nicholas Pileggi "Wiseguy", que conta à vida do contraventor Henry Hill, "Os Bons Companheiros" é um projeto pessoal do diretor Martin Scorsese. O filme vai funcionar como um resumo de tudo o que o estilo "Scorsesiano" traz de melhor: aprofunda-se e "desglamou…