ELEIÇÕES DO VASCO DA GAMA,2008.

O fim de uma era:

Eurico

E o começo de outra :


Roberto Dinamite

Foram mais de quarenta anos de troca de cargos, alianças , títulos , tropeços e muitos erros. A era Eurico Miranda termina e para nós ,vascaínos de verdade, que amam o clube acima de tudo, é um alívio.


Photobucket

Desde que assumiu a presidência , no início da década, Eurico Miranda declarou-se déspota e comprou briga e desgatou a imagem do clube ao extremo. Brigou com a imprensa(com desafetos declarados) , montou times equivocados, desafiou a rede globo, comprou torcida organizada, ensaiou vaias na social para Roberto Dinamite, brigou com diversos jogadores, babou Romário ao extremo ( a ponto de colocá-lo como técnico), fraudou eleições e tratava o clube Vasco da Gama como seu. Enfim , o fim...

Carlos Roberto Dinamite de Oliveira, o Roberto Dinamite, derrotou Amadeu Pinto da Rocha(Eurico retirou a candidatura e o apoiava ) por 140 votos contra 103 (com 3 votos nulos num total de 246 votantes) e será o 43º presidente da história do Club de Regatas Vasco da Gama, com posse marcada para o dia 1º de julho. Sua primeira e urgente missão é colocar o futebol no eixo de vitórias novamente e reerguer a auto-estima vascaína, com uma gestão de união e participação daqueles que realmente amam o clube.

Que o novo presidente tenha o equilíbrio necessário para comandar a nau vascaína. A julgar pelo seu talento em campo e seu dom político na assembléia legislativa do Rio de Janeiro, estamos em boas mãos. Enfim, um começo...

Roberto

MORTE DE JAMELÃO

JAMELÃO 1913- 2008
Jamelão Vascaíno

Em um documentário que assisti no youtube, Jamelão afirma , com a voz que o consagrou em tantas canções gravadas : "Gosto de futebol, sou vascaíno e não tem quem vai mudar. Eu vi construir esse estádio, eu vi." .

Ele olha ,ainda, pelas grades do alambrado, e vê Romário se aquecer no gramado, para logo depois cantar exaltação a mangueira, com o craque do futebol o acompanhando em tamborim. É assim que os vascaínos como eu, devem ter como última imagem , de um dos ícones do samba.
Enterro Jamelão

Jamelão morreu no dia 14 de julho e deixou a sua grande paixão sem voz: a Mangueira. É estranho ouvir um samba da verde-rosa sem sua voz. Porque ele, como o próprio dizia, não puxava, interpretava os sambas de sua escola.

Que o mestre leve consigo as três grandes paixões da sua vida: A mangueira, o vasco e a música. Foram noventa e cinco anos bem vividos e que deixarão saudades...
Caricatura Jamelão

MEMÓRIAS DO SUBSOLO DE FIODOR DOSTOIEVSKI



Memorias do Subsolo

Li ,há um tempo atrás, um relato denso e amargo de um mestre da literatura mundial: “Memórias do Subsolo” de Fiodor Mikhailovitch Dostoievski. Dispenso apresentação desse que influenciou dez entre dez escritores atuais. Esse moscovita do século XIX, que descreveu a vida e os sentimentos dos russos de maneira crua e sem ser planfletário . Real e perigoso como diria o ditador Stálin. Real eu diria, pois “Memórias do Subsolo” trata exatamente de uma realidade que às vezes queremos, às vezes sonhamos; a do isolamento.

Devo frisar ,que esse isolamento descrito no livro ,serve de ponte para mostrar todos os defeitos e pecados que nos incomoda e nos move. Pelo menos o autor me fez imaginar isso. O livro nos remete as fracas e parcas tentativas de sermos contra tudo e todos , narra também um mergulho na consciência, uma autoflagelação humana.

Uma obra singular ,dessa que você não pode comentar sem explicitar o que de fato o livro sugere. Então vou ficar no ponto de só sugerir, sem ir mais afundo a esse mergulho na alma humana. Ressalto também ,que esta obra é ponte, intersecção para a formação de personagens e da temática que seria constante e melhor construída nas Obras “Crime E castigo”, “O Jogador” , “O idiota’ e sua Obra prima” Os Irmãos Karamazov ". Vale a pena ler um livro, desse que fez da literatura um caminho para a alma humana.

Escritor Russo Dost.