POESIA CÁ COMIGO

Contemplo o tempo
Dou as costas para o mundo.
Envelheço dentro de mim.
Sorrio para o vento
e  nu, dispo-me de tudo
Sem pele ou desejo.
Rasgo a cicatriz deixada
Outrora cuspida
E bem imaginada.
Driblo meu tempo,
Mesmo que não seja hoje
Minha hora de chegar
Mesmo que não seja à noite
A minha hora de luzir
Enalteço minha forma de pensar
Escrevo.....



DE JOSÉ VIANA FILHO