INDIGESTA CONFISSÃO




INDIGESTA CONFISSÃO


De onde venho
Trago desertos contidos
E mal passados!

Só eu sei onde
E quando
Moram meus porquês

Subo escada
Desço escada

E na Linha tenra
Dos meus versos

Confesso:

Pouco Senti...

Onde me encontro

Muito, mas muito
Foram meus erros!

Outrora cultivo
E grito:


PERDI!