OSCAR 2007

E O OSCAR VAI PARA:


MARTIN SCORSESE.



Photobucket - Video and Image Hosting




Um dos maiores diretores do cinema que ainda está vivo e produzindo. Como poucos, tem uma obra que pode se orgulhar. Influenciou gerações e ainda vai influenciar muitas outras. O diretor americano MARTIN SCORSESE recebeu seu tão sonhado prêmio da academia(pelo filme Os Infiltrados). O Oscar veio no momento exato para coroar uma carreira cheia de sucessos e corrigir uma falha terrível , pois ele o merecia desde a época de Táxi Driver.


O cinema tem uma participação efetiva na minha vida, alguns filmes me marcaram mais que outros. Da obra do mestre Scorsese ,Táxi Driver e Caminhos Perigosos me fizeram crer que a sétima arte era o que me esperava como profissão. Foram alguns filmes de Scorsese(Última Tentação de Cristo, Depois de Horas, Bons Companheiros, Touro Indomável...) que desenvolveram em mim a vontade de querer fazer cinema.


Da sua obra podemos dizer que ele: aprofunda-se e "desglamourisa" o filme de gângster (praticamente reinventando o gênero da máfia). Possui uma grande profundidade na abordagem do tema, narra uma história interessante sobre a violência urbana com a cidade de New York (sua cidade natal) como pano de fundo. E apresenta personagens com bastante complexidade e perturbações diversas, autodestrutivos, solitários e de moral distorcida, pautados por noções cristãs de culpa e redenção.



Ao mestre a minha torcida para que ele continue produzindo filmes que nos dão a certeza que o cinema pode divertir e ensinar. Esperemos sua próxima criação, a sétima arte agradece.



Photobucket - Video and Image Hosting

PORTELA 1984


ACONTECE QUE SOU PORTELA




Photobucket - Video and Image Hosting





Como diria Paulinho da Viola, “Foi um rio que passou em minha vida e meu coração se deixou levar”... Pois é, Portela te conquista , te leva e não deixa rastro do caminho de volta; fica...

Lembro-me do primeiro carnaval que acompanhei, o ano era 1984 , justamente o ano que a passarela do samba seria inaugurada. Os desfiles ganhariam um espaço melhor para a harmonia e a televisão, estrutura para cobrir o maior carnaval do Brasil.

Os mais românticos reclamavam ,a ponto de dizer, que a magia do carnaval acabava ali (olhando hoje os desfiles, chego a essa conclusão), que a obra do sambódromo era faraônica e outras reclamações. O fato é que a obra do Governo Brizola , idealizada por Darcy Ribeiro e projetada por Oscar Niemeyer trouxe ainda mais brilho e agigantou o carnaval carioca para o mundo.

Inaugurando o primeiro carnaval do sambódromo as vencedoras foram Estação Primeira de Mangueira e Portela e o vice ficou com a Império Serrano, uma coincidência: as três mais antigas escolas de samba do Rio coroaram o primeiro desfile do carnaval dito “moderno” da Cidade maravilhosa.

A Mangueira falava de Braguinha, e fez o seu carnaval de sempre, mas a Portela naquele ano parecia que adivinharia seu jejum de mais de 20 anos sem título (depois que a dita Liga carnavalesca foi criada nunca mais a águia azul e branco sorriu), pois ao entrar na passarela novíssima do samba a escola de Madureira fez jus ao seu passado e sambou no moderno sem perder a magia...

Com o Enredo “Contos de Areia” a Portela, a minha Portela, justificou o amor e os versos derramados por muitos, àquela que considero o símbolo do carnaval carioca. E falando dela mesmo e clamando o poder da águia na passarela,lembrando Clara Nunes, e alguns imortais do seu clã de sambista e rezando para os orixás, Madureira comemorou o título (mesmo dividido) ...

Lembrei-me desse carnaval imediatamente após ouvir Mestre Alfaiate da Portela cantando o samba enredo campeão de 1984(no bar estrela da Lapa, no Rio de Janeiro). Com uma emoção e com habilidade na voz, mestre Alfaiate me fez relembrar o primeiro carnaval que acompanhei via tv, bem como me fez lembrar que a Portela não precisa ganhar título para justificar-se na história, ela já está lá cravada e escrita no imaginário e na cadência da vida carioca.


Abaixo a letra do samba enredo campeão. Também lembro que mesmo sem 21 anos sem título e 35 anos sem título ganhando sozinha, a minha Portela é , ainda, a maior campeã do carnaval carioca, com 21 títulos, a única com 7 títulos seguidos e a primeira tri-campeã sem dividir títulos. Só para lembrar... e bom carnaval a todos...


Portela 1984
Enredo: Contos de areia
Compositores: Dedé da Portela e Norival Reis

Bahia é um encanto a mais
Visão de aquarela
E no ABC dos orixás
Oranian é Paulo da Portela
Um mundo azul e branco
O deus negro fez nascer
Paulo Benjamim de Oliveira
Fez esse mundo crescer .

Okê, okê
Oxossi
Faz nossa gente sambar
Okê, okê Natal
Portela é canto no ar
Jogo feito, banca forte
Qual foi o bicho que deu?
Deu águia, símbolo da sorte
Pois vinte vezes venceu
É cheiro de mato
É terra molhada
É Clara guerreira
Lá vem trovoada

Epa hei Iansã, epa hei
Na ginga do estandarte
Portela derrama arte
Nesse enredo sem igual
Faz da vida poesia
E canta sua alegria
Em tempo de carnaval

A MORTE DE JOÃO HÉLIO FERNANDES VIEITES.

CRÔNICA DE UMA MORTE ANUNCIADA


Photobucket - Video and Image Hosting





Uma criança de seis anos foi arrastada sete kilômetros em quatro bairros da zona norte carioca.O rastro de sangue, que os bandidos deixaram, traumatizaram alunos , moradores, vendedores que viam a cena grotesca diante de seus olhos. E tentaram avisar ainda os marginais que seguiam acabando com uma vida , como se uma vida não fosse nada.

A vida de João Hélio Fernandes Vieites acabou, mas a violência não. Mais uma vítima,de tantas outras já esquecidas.De tantos outros que já se foram(350, 174, Vigário geral,Baixada Fluminense e por ai vai...).Alguma coisa deve ser feita. Eu não tenho a mínima idéia ou sugestão para acabar com esse rolo compressor que nos suprime e esmaga a cada dia. Uma coisa é certa e óbvia: da forma como estamos não dá.

Fica aqui, meu apoio a família da vítima e minha indiferença(misturada com ódio) aos assassinos