PRA FRENTE BRASIL(1981), DE ROBERTO FARIAS.

UM TOQUE NA FERIDA DA POLÍTICA NACIONAL EM MEIO A REDEMOCRATIZAÇÃO.




Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket




Com o roteiro e direção de Roberto Farias, “Pra Frente Brasil” é uma filme que critica ,de forma direta e incisiva, os anos de chumbo da ditadura militar no Brasil. Como pano de fundo o Diretor usa a euforia do milagre econômico e a vitória da seleção na Copa de 70. Reginaldo Farias representa o cidadão comum da classe média brasileira.Que de certo modo, não representava nenhuma resitência a ditadura militar. O viés do filme, de colocar esse cidadão comum para ser confundido com um ativista político(ou suberversivo no glossário Militar), dar um tom ainda mais provocador a película.

De uma lado a classse média se sente provocada e até certo ponto ,incomodada ao ver um “cidadão de bem” ser confundido e torturado, enquanto todos comemoram as vitórias da seleção na copa do méxico em 1970. Do outro lado, os Militares são confrontados não só a ver um filme em que abre as portas do porões da tortura, bem como, os atinge com a metáfora de que pessoas comuns (as que lutam ou não) são mortas de forma violenta e covarde.

Produzido pela Embrafilme, ainda na ditadura militar(Governo do General Figueredo)e dirigido por um ex presidente da própria Embrafilme (entre 1974 e 1979), o filme casou uma reviravolta na estrura da produtora estatal.


Roberto Farias desvenda um fato político e social ainda dentro do período histórico que cita, o que faz o filme ter uma importância ainda maior em sua crítica.”Pra Frente Brasil” é um filme que anuncia a nossa busca pelos malefícios sócio- culturais que a ditadura militar nos obrigou a sofrer.Abriu a década de oitenta como um tema que seria bastante abordado dentro da redemocratização.Por isso o filme serve, até hoje, de referência para produções que abordaram, abordam e abordarão, como pano de fundo ou como tema principal, a ditadura militar brasileira.



0 comentários: