Pular para o conteúdo principal

MARADONA DE EMIR KUSTURICA




Maradona de Emir Kusturica






Quando aparecem os créditos do genial documentário de Emir Kusturica(Maradona , 2008) , você se pergunta, quem foi mais retratado, o gênio da bola, que faz jus ao título e ou o gênio da câmera , o sérvio  Emir Kusturica?

Maradona, o filme, tenta nos mostrar o que há por trás de Maradona, o ídolo, formando diversos painéis da figura do genial jogador argentino: o político sonhador e engajado, o admirador de Fidel e Che, o jogador e suas jogadas geniais, o apresentador de tv ,ou então, o mito que desperta paixões a ponto de criarem uma  seita com seu nome.





Maradona e el canudo




Porém,a maior faceta dessa película , de pouco mais de 90 minutos , é expor o fã Kusturika e seus dilemas ao redor da produção do seu ídolo. O premiado diretor de Underground - Mentiras de Guerra(1995)  e Quando Papai Saiu em Viagem de Negócios (1985) ,ambos palma de ouro em Cannes, se mostra como amigo, como entrevistador, produtor e roteirista e tenta procurar o homem em Maradona, desmascará-lo,  mostrando momentos em comuns aos dois e da família de Diego.


Nessa exposição, vemos e aprendemos como é doloroso expor um ídolo seu, talvez ai , a abordagem que nos é mostrada, nos cative. Não é um documentário sobre futebol, longe disso, nem tão pouco mais uma exposição da vida agitada do craque(envolvendo cocaína e internações), é mais um filme de Emir Kusturica, e ,por si só ,já basta para dar uma conferida...




Maradona e Belgica



Comentários

Sarah Slowaska disse…
Passando pra deixar um beijinho :)
Não suporto o Maradona, não mesmo.

Beijinhos e boa sexta! ;D
Dilberto L. Rosa disse…
E fico a me perguntar: "Quando verei um filme desses por aqui...?!" Locadora ou Cinema?! Difícil, né, Zé?!

Bem sabes que gosto muito de Futebol, mas não elevo Maradona à categoria "genial": a esta elevação botaria deuses como Pelé, Garrincha e outros mitos de outrora... Maradona pertenceria, para mim, ao mesmo nível de outros grandes craques como Tostão, Romário, Ronaldo... Porém, como você mesmo bem o disse, esse grande cineasta está muito acima de um "documentarista de Futebol" - que dirá de pífias picuinhas boleiras com nossos 'hermanos'! Vida longa e próspera ao craque (porque o Rei, todo argentino sabe, é Pelé, né?!)!

Abração, irmão camarada: corra para comer comer nosMorcegos!
Anônimo disse…
Só quem não ama e conhece Futebol diz que Maradona não está no mesmo nível de Pelé.
Rafa (capetinha) disse…
Beijo Zé!
Luma Rosa disse…
Um sérvio documentando Maradona? Certamente este se encantou com ele quando este jogava na Itália, naquela época não tinha italizano, sérvios ou craotas que não fosse fã do atleta. Impressionante como na Argentina ele ainda é super idolatrado! Beijus,
Canto da Boca disse…
A pergunta já carrega em si a resposta: enquanto o primeiro retrata o segundo, retrata-se a si...
E eu nunca consegui assistir a um espetáculo do Kusturica, nunca calhava do tempo ser favorável, embora desejasse (e desejo).

Um abração!!
LuCordeiro: disse…
Oi,amigo,to sumida sim,desculpe.É que não consigo resolver uns problemas que me impedem de voltar pro Rio.E,me enrolo toda.Aqui,num lugar pequeno da Bahia,a locadora só tem uns filminhos horríveis e cheios de defeitos.Então,nada assisto.Mas fiquei interessada nesse documentário pq acho Maradona uma pessoa interessante:tão famoso,grande craque,e perdido entre drogas e internações.Poucos famosos escapam desse drama.A fama destrói as pessoas.
Qdo eu estiver em terras cariocas,tentarei assistir.Gosto de documentários.
Valeu a dica!!!
bjsss
Helô Müller disse…
Deve super interessante o documentário, ainda mais que ele tenta mostrar o ídolo pelas suas várias facetas, e pelo que entendi, tb pelo seu lado menos mito e mais homem! É isso mesmo?? Fiz-me entender?? rs
Beijos
Helô
Helô Müller disse…
Faltou dizer o que penso sobre o mito Maradona!
Maradona simplesmente perdeu-se na exacerbação de si mesmo...
Scorpys disse…
Olá,bom como não assisti ao documentário não posso opinar,mas em relação ao maradona,ele é uma criatura interessante..rsr.Tenha um fim de semana delicioso,
beijusssssssss
José,
Você acredita que eu desconhecia que existe esse filme sobre Maradona? Pois é... Gostei de saber que existe, sim (como gostei da sua resenha), e feito por Kusturica, um cineasta de talento, cujo Quando papai saiu em viagem de negócios é um filme que me agradou muito, quando o vi, na época em vídeo. Um abraço e obrigado pela suas visitas ao meu blogue.
Barbara disse…
Não vi mas gosto muito das outras facetas do Maradona - um homem de valor e coragem frente à realidade latina.
Mais exemplar do que o Pelé - que não cheira não fuma mas também não faz a menor diferença.
Barbara disse…
Desculpa a grosseria com o Pelé mas não suporto o ar dele de bom moço para sempre.
layla lauar disse…
hummm... gostaria muito de poder assistir a esse documentáio...sou fã de Maradona, por seu excelente futebol, pelas suas ideias políticas, apenas, não por suas atitudes.

beijo bebê!

Postagens mais visitadas deste blog

POEMA COGITO DE TORQUATO NETO

UM POEMA QUE ME FEZ LEMBRAR






Ao encontrar e ler ,de Torquato Neto o poema Cogito,na mesma hora esqueci do que realmente procurava...

Poesia tem dessas coisas: lemos, absorvemos e ficamos pensando no que poderia ter feito ou sentido o poeta para se expor tão a fundo, e adentrar em nossas mentes e fazer o tempo voltar como uma espiral...

Torquato pertence ao grupo de poetas que viveram pouco (apenas 28 anos), deixaram uma obra curta e nem por isso fizeram mal uso das palavras nos poucos anos que tiveram para criar.

Ele também pertence ao grupo de poetas suicidas , um dia após completar 28 anos de idade (Ele nasceu em Teresina, Piauí, em 09 de Novembro de 1944), ligou o gás do banheiro e suicidou-se. Deixou um bilhete: "Tenho saudade, como os cariocas, do dia em que sentia e achava que era dia de cego. De modo que fico sossegado por aqui mesmo, enquanto durar. Pra mim, chega! Não sacudam demais o Thiago, que ele pode acordar"( Thiago era o filho de três anos de idade)...

Se ele foi c…

UM POUCO DA POESIA DE NAURO MACHADO

O ANAFILÁTICO DESESPERO DE NAURO


Poesia nunca é demais, e sendo de um ídolo seu então!...Haja inspiração correndo solta na minha cabeça ao terminar de ler qualquer poema de Nauro Machado. Para tornar essa quinta-feira quente, resolvi então publicar aqui alguns de seus poemas, para ser mais preciso cinco poemas.
Poemas lidos e relidos no decorrer da minha vida de leitor e admirador da obra desse poeta maranhense.Sempre que tenho dúvidas, meu ?manual prático para certezas da vida? é algum livro de Nauro . Ele dita sempre o tom certo para quem procura tirar um pouco os pés do chão.



RADIAÇÃO

Eu vi a glória nos lábios da eternidade.
Eu vi o universo inteiro na angústia do fogo.
Pelo canto noturno, em galés da alvorada,
Eu vi os farrapos trêmulos da última estrela.

*******

TRAGÉDIA

A grande aventura do poeta
Consiste em seu tão pequeno rio
A voltar para a imensa fonte dele.

*******


RELACIONAMENTO

O eterno não cabe
Naquilo que o come,
Se de mim não sabe
O vizinho homem.

Entanto me bebem
Os olhos alheios,
Até qu…

A LOIRA DO CEMITÉRIO DE JOSÉ MARIA SOARES VIANA

Uma lenda pode sobreviver no decorrer por várias gerações. Pode, inclusive, ser um marco para contar a história da formação de uma nação. Há diversos exemplos em nossa cultura e na de outros países. No folclore popular, adaptadas para o cinema e ou em clássicos da literatura, elas estão lá: lendas urbanas, rurais, infantis, mágicas, surrealistas, de terror...



A loira do cemitério é mais uma lenda popular, criada no interior do Maranhão, mas precisamente em Santa Inês. A loira aparece sempre na estrada do cemitério da cidade, pede uma carona para quem passa em algum veículo motorizado, e, ao passar por ela, o condutor pode apostar que a loira está de carona. Uns dizem que ela era uma menina que foi atropelada na estrada, outros falam que ela morreu de alguma doença, outros que foi assassinada pelo pai.




O que o autor fez neste livro foi dar uma biografia e tornar “real” a estória dessa lenda local. José Maria Viana coloca como pano de fundo, a história da criação do seu município (que nos…