GIMME SHELTER

"...filmes devem ser ,antes de mais nada, algo em que você não duvide. Você confia naquilo que vê..."1



Photobucket - Video and Image Hosting


O Cinema direto americano procurou comunicar um sentido de acesso imediato ao mundo, situando o espectador na posição de observador ideal. Defendeu a não-intervenção, suprimindo roteiro e minimizando a direção2. Dentro dessas primeiras características do cinema direto americano podemos dizer que o Documentário "Gimme Shelter" se encaixa perfeitamente na escola observacional de documentários.

O documentário nos mostra o antes e o depois de uma turnê dos Rolling Stones que entrou para a história pela tragédia causada no show gratuito de em Altamont3 , onde um homem acaba sendo morto a facadas pelos seguranças contratados para o show.

Com uma completa ausência de voz off e sem material de arquivo, documentário começa com os Stones, logo após a tragédia, revendo na moviola algumas das imagens do show. Vozes no rádio informam ainda, as conseqüências do incidente e alguns depoimentos de pessoas que testemunharam o show. A câmera observa atentamente as expressões dos astros do rock ao ouvir e ver todos os acontecimentos.

Observamos, no entanto, que a tragédia serviu como ponto central para criar uma ação dramática por cima daquilo que seria apenas mais um registro de uma turnê de uma banda de rock. O documentário então usa de flash-back para mostrar algumas cenas da turnê da banda. Usam-se então longos planos seqüência sincrônicos, em momentos de pura observação dos Rolling Stones. Ou no estúdio gravando uma música, ou no camarim se concentrando para o show.

As cenas dos shows também são compostas por longos planos, tudo é mostrado como um puro olhar sem suporte, sem encenação e sem um roteiro prévio. O show em si, se encarregou de levar a equipe aos acontecimentos. A música é justificada como mais um elemento observacional por se tratar de uma banda de rock.Tudo caminha para o fatídico momento do show dos Stones e começamos a entender que as cenas de bastidores servem de plot para o que vai acontecer.

O assassinato porém, norteou a equipe para recriar uma ação dramática. "Gimme Shelter" é todo moldado para esse ato, o que faz com que documentário, em alguns momentos, fuja do proposto observacional. Usa-se, por exemplo, a música (em algumas cenas) como trilha para passagens de cena e ou alguns efeitos de sobreposição de imagem (em cenas do palco) para criar uma ilustração visual. Outro ponto que nos remete a uma análise da fuga do cinema direto é notarmos que houve uma preparação para criar a cena da reunião dos Rolling Stones após a tragédia do show, exercendo um controle sobre o que está sendo filmado.

"Gimme Shelter" é quase que por completo um exemplo do cinema direto americano. Os diretores partiram do princípio de que "todo testemunho é um holocausto", ainda mais em se tratando de observar uma turnê de uma grande banda de Rock como os Rolling Stones. Um testemunho que entrou para a história do Rock e do Cinema.


_____________________

1Don Alan Pemebaker
2Trecho retirado da tese de Sívio Da-Rin, Espelho Partido.
3Causada principalmente pelo número excessivo de pessoas e pela segurança desastrosa dos motoqueiros "Hell Angel".

0 comentários: