SESSENTA E QUATRO CONTOS DE RUBEM FONSECA

Image hosting by Photobucket




SESSENTA E QUATRO VEZES RUBEM FONSECA



Image hosting by Photobucket



Para o casal Lima Rosa (Dilberto & Jandira), um dos presentes de casamento.


Uma ótima oportunidade para quem quer mergulhar na obra de um dos maiores escritores da língua portuguesa e antes de tudo conhecer uma literatura limpa e enxuta, direta e chocante, violenta e lírica, contemporânea e culta (com redundância e tudo). Essa coletânea conta com diversas histórias que tornaram conhecido esse mineiro com alma carioca. Desfilam pelo livro personagens como Mandrake (em três casos imperdíveis), Lúcia Mccartney (a eterna prostituta apaixonada) e Pereba e Cia (em um dos seus maiores e mais conhecidos contos: "Feliz Ano Novo").

Rubem nos faz mergulhar na alma do personagem, sem sinais e ou mistérios. Suas histórias são diretas e às vezes até previsíveis, porém se remontam perante suas descrições e senso de humor ácido.

Todo esse estilo, faz com que, quem o leia entre de cabeça nas dores, desejos e pensamentos dos personagens. Pensamentos esses, que vão do patético, passando pelo romântico e em muitos dos casos contados dialogam e muito com a violência. Sua formação policial (foi comissário de polícia na década de cinqüenta) faz com que a verrossimilhança das histórias com a vida real (leiam os jornais e comprovem) nos desperte ainda mais para uma leitura crítica, descritiva e terrivelmente perto de nossas janelas.

É esse mundo literário, cada vez mais próximo de nossa realidade, que vocês encontrarão em sessenta e quatro histórias instigantes, bem humoradas, cruéis e violentas (não necessariamente nessa ordem) um pouco da obra e do estilo desse mestre de Copacabana. Rubem Fonseca é um dos poucos autores que se podem dar ao luxo de jogar uma série de contos sem se repetir ou se tornar cansativo. Garantia real de prazer literário para quem gosta de ler ou não.


Image hosting by Photobucket

0 comentários: